Av. Vicente de Carvalho, 52 - Centro - Bertioga-SP 11250-045

Cruzamento com a Rua Irmãos Braga, próximo ao Forte São João

Reservas: (13) 3317 3510

gasparestaurante@gmail.com

©2021 por Restaurante Gaspar. Orgulhosamente criado por caiçaras.

Você sabia? Camarão também tem raça, tamanhos e qualidades diferentes! Aprenda a escolher os melhores!

September 22, 2019

Foto: Camarão Sete Barbas

 

O termo camarão (do latim cammārus, caranguejo do mar, camarão, derivado do grego kámmaros, ou kámmoros) é a designação comum a diversos artrópodes da classe dos decápodes, podendo ser marinhos ou de água doce. Tais artrópodes possuem o abdome longo, corpo lateralmente comprimido, primeiros três pares de pernas com quelas e rostro geralmente desenvolvido.

Sua caça é muito intensiva, a pesca e a aquacultura de camarões é uma das atividades econômicas mais importantes, devido ao elevado valor comercial. Além disso, recentemente, várias espécies de camarões do coral têm sido comercializados pela indústria aquarista.

 

Mas vamos lá, hoje no mercado de pescados nacional, encontramos alguns tipos de camarão que se destacam:

 

CAMARÃO ROSA ARGENTINO

CAMARÃO CINZA DE CATIVEIRO

 

CAMARÃO ROSA NACIONAL

CAMARÃO BRANCO

CAMARÃO SETE BARBAS

CAMARÃO CRISTALINO

 

Antes de falar de cada tipo de camarão, é importante sabermos quais são os fatores determinantes na hora da compra, como funciona o comportamento de consumo das pessoas em relação ao camarão.

Como você escolhe camarão para a sua casa? Pode ser pelo preço, pela indicação do seu peixeiro favorito, pelo tamanho, pela cor, pela textura ou até mesmo pela qualidade da carne (se você já o conhecer).

 

A primeira e grande dica é comprar o camarão mais fresco possível, e evitar ao máximo o consumo longe da fonte. Procure, sempre, também conhecer o seu fornecedor. Existe um produto químico que é aplicado em 100% dos camarões direto na fonte, o sulfito (https://gia.org.br/portal/o-uso-de-sulfitos-na-conservacao-de-camaroes/). Esse químico pode ser altamente prejudicial a saúde, daí a importância de conhecer o seu fornecedor. No caso dos camarões de cativeiro, existe um controle mais rigoroso da quantidade aplicada por cada quilo de camarão. Já no caso dos camarões selvagens, esse processo é completamente descontrolado, pois como o sulfito precisa ser aplicado o quanto antes, esse processo acaba acontecendo no mar, à base da "mãozada" após a captura. A falta de instrução dos pescadores em conjunto com a alta demanda de camarões cria um ambiente onde facilmente os níveis de sulfito são extrapolados, comprometendo a qualidade do produto e a saúde dos consumidores.

 

A segunda dica é, compre sempre camarões inteiros, com casca e cabeça, sim sr. Quanto mais manipulado for o camarão, pior a qualidade dele. Não pense que comprando um camarão limpo (a não ser que a limpeza seja feita na hora da compra) você está comprando facilidade, pelo contrário, você esta comprando complicações. O camarão sempre chega inteirinho direto do mar. Conforme os dias vão passando e ele vai envelhecendo e estragando aos poucos, os vendedores começas a remover as partes com mais pontos críticos. Primeiro a cabeça, pois é onde se encontram maior parte das vísceras desse animal. Posteriormente removem a carcaça e por último as vísceras das costas. Quanto mais limpinho, mais velhinho e estragadinho, essa é a lógica.

 

Lá em cima, eu tomei o cuidado de separar os dois primeiros tipos de camarão, pois eles diferem, e muito, quanto a qualidade geral.

O camarão cinza é o camarão criado em cativeiro, apesar de ser um dos camarões mais frescos do mercado, é insosso, sem muito sabor. Isso se deve ao fato de sua alimentação à base de ração. Tem preços pouco mais acessíveis quando comparado em tamanho com as variedades selvagens.

 

Já o camarão rosa argentino, que costuma chegar no brasil já completamente limpo (lembrem-se do porquê), tem textura mole desagradável e também é insosso, apensar do seu tamanho chamar a atenção. Muitos restaurantes utilizam como substituto do camarão rosa nacional (de qualidade muito superior), mas se o cliente já tiver saboreado o da costa brasileira, a diferença certamente será notada.

 

Entramos agora nas variedades nacionais. entre as menores e mais saborosas espécies, estão o camarão sete barbas e o camarão cristalino, são camarões de pequeno porte, com sabor acentuado, excelentes para o preparo de molhos e caldos.

Seguindo pela ordem de porte físico, chegamos aos camarões brancos, os reis dos camarões. São encontrados em em tamanhos médios e grandes, tem sabor suave, levemente adocicado. São iguarias delicadas de textura macia, que rendem pratos de excelência com diversas preparações: grelhados, fritos, refogados, no vapor etc.

No topo da cadeia de tamanhos, está o camarão rosa nacional. Podendo chegar a ter 25cm de comprimento, esses camarões têm textura firme, sabor adocicado e chamam atenção devido ao seu tamanho e quantidade de carne.

 

Quando falamos de camarões selvagens, outra preocupação que surge na cabeça de alguns consumidores, é em relação a pesca predatória. Nessa hora reforçamos mais ainda o fato de você saber de onde vêm o camarão que está comprando. Procure pescadores e peixarias idôneas, que respeitem os períodos de defeso de cada tipo de camarão e que combatam a pesca predatória. Respeitando os períodos de defeso, tamanhos e quantidades mínimas estabelecidos pelos órgãos responsáveis, trabalhamos para um consumo mais sustentável.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Destaques

Você sabia? Camarão também tem raça, tamanhos e qualidades diferentes! Aprenda a escolher os melhores!

22/09/2019

1/1
Please reload

Posts Recentes

Please reload

Arquivos

Please reload

Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon